ILUMINAÇÃO LINEAR

FIXAÇÃO

APLICAÇÃO

LUMINÁRIAS

FIXAÇÃO

APLICAÇÃO

BUSCA AVANÇADA

Entenda como é definida a vida útil do LED

Entenda como é definida a vida útil do LED
Entenda como é definida a vida útil do LED

A vida útil do LED está diretamente ligada a manutenção do fluxo luminoso. Em 2008, a IES publicou um procedimento para avaliação da manutenção do fluxo luminoso, porque vida útil, no caso de LED especificamente, está ligada com a manutenção de fluxo e não com falha catastrófica, porque o LED, supostamente pela função da confiabilidade que ele tem, apresenta taxa de falha catastrófica muito baixa. Por isso, a vida útil do LED é avaliada em função da manutenção do fluxo luminoso desde o início até um determinado tempo.

Sendo assim, a vida útil do LED é determinada quando a fonte luminosa atinge 70% do fluxo luminoso original ou apresente uma perda de 30%. E, através da LM80, pode se verificar o procedimento de teste para tal avaliação porque sabemos que dependendo de como você utilizar o LED, ele poderá ter uma vida maior ou menor em função da temperatura e da corrente que ele está trabalhando. A LM80 especifica isso e define esses padrões para que todo mundo esteja na mesma página, fazendo o teste da mesma forma, para que o usuário tenha o poder de comparação.

Quando falamos de vida útil de LED, não podemos deixar de mencionar a TM21 que é um documento complementar a LM80, que nada mais é do que um cálculo matemático, ou seja, uma extrapolação matemática, pois o teste é feito no mínimo de seis em seis mil horas, e, para você garantir cinquenta mil horas, você tem que fazer uma extrapolação que irá projetar qual será a vida útil daquele LED especificamente.